ALERJ ABRE PROCESSO DE IMPEACHMENT CONTRA WILSON WITZEL

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) decidiu nesta quarta-feira (10) por abrir um processo de impeachment conta o governador do estado do Rio, Wilson Witzel (PSC), em uma sessão de vídeoconferência com o total de 70 parlamentares.

Cerca de 37 parlamentares já haviam votados às 16h30, e o número de votos a favor da abertura do processo contra Witzel já havia ultrapassado o número mínimo necessário. A decisão poderia ter sido tomada pelo presidente da assembleia, André Ceciliano (PT), no entanto, o político resolveu consultar o plenário antes. Segundo ele, a medida tem intuito democrático.

Agora, a próxima etapa é publicar a decisão no Diário Oficial em um prazo de até 48h, para que então cada partido indique um representante para a Comissão Especial, que irá apurar a denúncia.

O governador do Rio recebeu cerca de 14 pedidos a favor de seu afastamento, número que ultrapassou o mínimo estipulado. A decisão veio a ser cogitada após Witzel ser alvo da Operação Placebo, da Polícia Federal (PF), que investiga o político por desvio de verbas de hospitais de campanha, montados para o combate ao Covid-19 em várias regiões do estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.