Prefeitura encerra Semana Mundial do Meio Ambiente com homenagem a educadores vítimas da Covid-19

Simbolizar a vida por meio da sustentabilidade. Sob essa ideia, a Prefeitura de Maricá, através da Secretaria de Cidade Sustentável, finalizou, neste sábado (05/06), a Semana Mundial do Meio Ambiente, com o plantio de árvores na orla do Parque a Céu Aberto Cidade de Maricá, no Parque Nanci, além da distribuição de mudas nativas da Mata Atlântica na Praça do Turismo (Centro).

A primeira atividade aconteceu na principal área de lazer da cidade, onde foram plantadas mudas de quaresmeira e sibipiruna em homenagem à professora Luciana Vianna e outros 14 profissionais que atuavam nas escolas de Maricá, todos vítimas da Covid-19. A solenidade contou com a parceria da Secretaria de Educação e, além do plantio, foi realizado um momento de reflexão e uma chamada simbólica de todos os homenageados.

De acordo com o subsecretário de Inovação e Tecnologia da Secretaria de Educação, Rodrigo Moura, a ação tem grande importância neste momento da pandemia do novo coronavírus, principalmente por transformar perdas tão duras em um símbolo de vida e esperança.

“Hoje é um dia importantíssimo para nós que abraçamos a causa ambiental, o dia do Meio Ambiente, e se torna ainda mais importante com essa parceria em homenagem. Luciana era uma educadora que vivia a educação, o meio ambiente e amava a vida, então plantar essas árvores em homenagem a ela, ter ela como referência, mostra quem ela era, a representação da própria vida” , destacou.

Para a coordenadora do projeto Maricá +Verde, Andressa Bittencourt, a homenagem aos educadores tem um significado importante. “Neste Dia Mundial do Meio Ambiente, enfrentamos uma pandemia que deixou diversas perdas. Transformar perdas lamentáveis em um plantio que significa vida é uma forma de amenizar a nossa dor com uma ação positiva do projeto Maricá+Verde” , completou.

Já para uma das filhas de Luciana Vianna, Ariel de Oliveira, o plantio é uma bela forma de representar toda a vida e luta de sua mãe.

“Minha mãe sempre esbanjou vida, então uma árvore é algo muito representativo, pois ela estará aqui por muitos anos. É muito bonita a homenagem e agradeço às secretarias pela lembrança não só à minha mãe, como a todos os profissionais da educação de Maricá” , disse.

Ainda no sábado (05), encerrando a programação da Semana Mundial do Meio Ambiente, o projeto Maricá+Verde realizou a distribuição gratuita de mudas nativas da Mata Atlântica na Praça do Turismo (Centro). Entre as espécies disponíveis no local, estavam o ipê-amarelo, ipê-rosa, algodão-da-praia, goiabeira, nêspera e pata-de-vaca.

Na ação, 200 mudas foram entregues à população, unindo sustentabilidade e educação ambiental, aspecto destacado pela bióloga do projeto, Stella de Lima.

“O Maricá+Verde veio à Praça do Turismo fechar as comemorações da semana do Meio Ambiente e mostrar que todos podemos fazer a diferença. Somos um projeto bandeira que vem até o público toda a semana, explorando a educação ambiental através da sustentabilidade e mostrando toda a riqueza trazida pela nossa biodiversidade” , afirmou.

A aposentada Maria Helena Lyngstad, moradora do Boqueirão, de 66 anos, aproveitou para adotar uma muda. Segundo ela, iniciativas como essa ajudam na preservação ambiental e são uma marca de Maricá.

“Eu achei maravilhosa essa iniciativa, já que nós precisamos do verde e precisamos plantar para melhorar o ar que respiramos. Amo morar em Maricá por conta de iniciativas como essa, que mostram o cuidado da Prefeitura com a população e o meio-ambiente. Pretendo vir mais vezes adotar novas mudas” , comentou.

Outra atividade que marcou o encerramento das comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, foi uma caminhada  no Circuito Ecológico Caminhos de Maricá, partindo da sede da Secretaria até o Alto do Vale São Francisco, no Espraiado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.