Ministério da Saúde prevê fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em novembro

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, projeta a abolição do uso de máscaras ao ar livre no Brasil para novembro deste ano, caso os números da COVID-19 no país continuem caindo. As informações são do Metrópoles.

Pressionado pelo presidente da república Jair Bolsonaro, Queiroga,  que se diz favorável ao uso do equipamento de proteção, afirma ser contra seu uso obrigatório determinado por lei.

Nesta segunda-feira (13), o titular da pasta recebeu do chefe do executivo uma mensagem contendo a noitícia de que Portugal havia abolido o uso obrigatório de máscaras ao ar livre. No mesmo dia, a média móvel de casos de COVID-19 no Brasil foi de 15.336, menor número desde 20 de maio de 2020, quando o índice chegou a registrear uma média de 14.647 infecções.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.