ATUALIDADESBAIRROSPOLÍCIA

Estuprador em série de adolescentes é preso em Maricá

No dia 11 de fevereiro de 2024, a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro efetuou a prisão de um homem de 21 anos suspeito de praticar estupros em série contra crianças e adolescentes. A investigação revelou que o indivíduo estava envolvido em casos de abuso sexual que ocorreram em diferentes datas, envolvendo vítimas com idades variadas.

O inquérito policial, que já estava em curso, apontava que o suspeito havia mantido coito anal com seu irmão de criação, de 13 anos, em pelo menos duas ocasiões: em julho de 2023 e em 4 de fevereiro de 2024. No entanto, no dia 10 de fevereiro de 2024, parentes de uma criança de 10 anos descobriram que o investigado também havia praticado o mesmo ato com essa vítima em junho de 2023.

Chocados com a descoberta, os parentes tentaram linchar o suspeito, mas ele conseguiu se esconder e evitar as agressões. Posteriormente, o investigado foi conduzido à Delegacia de Polícia devido ao atentado contra sua integridade física. Durante o interrogatório, ele confessou os estupros e admitiu ter predileção por jovens do sexo masculino. Além disso, afirmou ter tido relações sexuais com pelo menos outros 15 jovens, todos com idade em torno de 14 anos.

No entanto, as investigações revelaram que o autor tinha como vítimas pessoas ainda mais jovens do que aquelas mencionadas por ele. O suspeito demonstrou não ter arrependimento algum, alegando que as relações eram consentidas. Diante dessas novas informações e considerando que o autor não estava em flagrante delito, o Delegado Titular Bruno Gilaberte representou pela prisão temporária, visando evitar que o investigado fizesse novas vítimas.

O pedido de prisão temporária foi deferido pelo Plantão Judiciário, após parecer favorável do Ministério Público. O órgão concordou com a representação do delegado, argumentando que o acusado confessou manter relações sexuais com crianças e adolescentes, revelando-se um estuprador em série. Essa constatação evidencia a periculosidade do suspeito, que vai além daquela inerente à prática do delito investigado, além de indicar a probabilidade de reincidência.

investigado planejava fugir para Minas Gerais, mas sua captura ocorreu por volta das 10h de hoje, com o cumprimento do mandado de prisão. A Polícia Civil continuará com as investigações, buscando identificar outras seis vítimas cujos primeiros nomes já são conhecidos. O suspeito será encaminhado ao sistema penitenciário para aguardar julgamento, enquanto as autoridades trabalham para garantir a justiça às vítimas e evitar que outras pessoas sejam afetadas por seus atos perversos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido!