ATUALIDADESBAIRROSENTRETENIMENTOPOLÍTICA

Construção do Plaza Maricá Shopping aguarda liberação da prefeitura para iniciar obras

O tão esperado Plaza Maricá Shopping, anunciado em 2014, está enfrentando um atraso na sua construção devido à necessidade de liberação por parte da prefeitura de Maricá.

Inicialmente, o empreendimento, que despertou grande especulação imobiliária na região, teve uma parte de seu terreno vendida para a construção do Atacadão. Após modificações no projeto, a incorporadora responsável pelo Plaza Maricá Shopping solicitou o alvará de obras à prefeitura, aguardando agora a aprovação do setor responsável.

O projeto, divulgado pela SGGC Participações, previa a inauguração do shopping para 2021. Com uma área de 32 mil metros quadrados, o Plaza Maricá Shopping contará com duas megalojas, 94 lojas satélites, cinema, área de jogos e mais de 1.000 vagas de estacionamento.

Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, foi realizada uma solicitação na Secretaria de Urbanismo para a liberação do alvará de obras. Entretanto, após análise dos documentos, foi determinado que os empreendedores deverão elaborar um Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) para dar prosseguimento ao processo.

A exigência do EIV se justifica devido à magnitude do empreendimento, uma vez que a construção e operação de um shopping podem causar impactos significativos na região, alterando o tráfego e o fluxo de pessoas. O Plaza Maricá Shopping será construído ao lado do mercado Atacadão, em uma localização estratégica na entrada do Centro da cidade.

A expectativa é que, após a conclusão do Estudo de Impacto de Vizinhança e a aprovação da prefeitura, as obras do Plaza Maricá Shopping possam finalmente ser iniciadas. O empreendimento promete trazer benefícios econômicos para a região, gerando empregos e oferecendo opções de lazer e compras para os moradores de Maricá e arredores.

A administração municipal ressalta seu compromisso em avaliar cuidadosamente o projeto e garantir que o empreendimento esteja em conformidade com as regulamentações locais, visando a um desenvolvimento urbano equilibrado e sustentável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido!