Prefeitura promove capacitação em hidrometeorologia a profissionais do Serviço Geológico do Brasil

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, realizou, entre 17/08 e 09/09, o curso online de hidrometeorologia voltado ao monitoramento em gestão integrada de riscos e desastres. A capacitação foi direcionada a 25 profissionais que atuam na área técnica de mapeamento de risco do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), órgão integrado ao Ministério de Minas e Energia (MME).

O curso teve o objetivo de transmitir conceitos, critérios e metodologias relacionados ao diagnóstico, mapeamento e planejamento de intervenções estruturais e não estruturais. Através dos conhecimentos adquiridos, os profissionais foram preparados para a prevenção de desastres socioambientais relacionados aos riscos hidrometeorológicos.

“Esse tipo de capacitação mostra a importância da Defesa Civil de Maricá no cenário nacional. A troca de experiências com um órgão de tamanha importância para o país, como a CPRM, fortalece as ações locais de proteção civil, visando o aumento da resiliência governamental. Dessa forma, são expandidas políticas públicas iniciadas em Maricá, que podem ser aplicadas Brasil afora”, destacou o secretário de Proteção e Defesa Civil, Fabrício Bittencourt.

Os tópicos abordados no curso passaram por contextualização internacional, nacional, estadual e municipal da proteção e defesa civil; conceitos gerais da meteorologia; variáveis meteorológicas; modelos meteorológicos; previsão do tempo e clima; meteorologia em gestão de risco e desastres; além de monitoramento hidrológico/seus produtos.

Também foi aplicado um simulado aos alunos, tratando de um evento adverso hidrológico. Na avaliação, os estudantes tiveram contato com ações hidrológicas na esfera estadual e municipal, assim como sua integração e interagências.

O desenvolvimento da capacitação ficou a cargo de uma equipe de especialistas da Defesa Civil municipal, composta por meteorologistas e hidrólogo, contando também com a colaboração de profissionais técnicos do Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (CEMADEN-RJ).

No total, foram ministradas 24 horas de aulas remotas (devido às restrições sanitárias da pandemia de Covid-19), divididas em 06 aulas, para alunos de diversos estados, entre Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Goiás, Rio Grande do Sul, Ceará, Pará e Amazonas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.