Maricá: Prefeitura credita “Auxílio Recomeço” para mais 1.201 moradores na próxima segunda-feira (16)

A Prefeitura de Maricá começa a creditar na próxima segunda-feira (16/05) o “Auxílio Recomeço” para os contemplados da segunda listagem divulgada na última quarta-feira (04/05), no Jornal Oficial de Maricá (JOM – n° 1.304) com 1.201 moradores aptos a receber o benefício. O auxílio no valor de cinco mil mumbucas foi criado para ajudar famílias com renda de até três salários mínimos a adquirirem móveis e eletrodomésticos, que substituirão os itens perdidos durante o temporal que atingiu a cidade no último 1º de abril.

“Trabalhamos com empenho e agilidade, em uma ação coordenada entre a Prefeitura e o Banco Mumbuca, para pagar todos em tempo recorde. Esse é nosso diferencial: priorizamos o bem-estar do povo”, Victor Maia, secretário de Habitação e Assentamentos Humanos.

Até o momento, 3.531 pessoas foram consideradas aptas a receber o “Auxílio Recomeço”, no valor de cinco mil mumbucas. Com isso, chega a R$ 17,65 milhões o montante injetado na economia maricaense com a liberação do benefício, de uso exclusivo nos estabelecimentos que aceitam a moeda social. As famílias contempladas pelo auxílio têm prazo de dois meses para utilizar os recursos.

Depósito no Banco Mumbuca

O benefício estará disponível em conta no Banco Mumbuca. Quem for beneficiário do Renda Básica de Cidadania (RBC) receberá o valor na conta já existente. No entanto, os beneficiários do Programa de Amparo ao Trabalhador (PAT) ou Amparo ao Emprego (PAE) precisarão abrir uma nova conta. Aqueles que não tiverem conta aberta deverão procurar uma das agências bancárias, a partir das 11h para abrir e criar a senha. As agências ficam na Rua Eugênia Modesto da Silva, 293, no Centro (sede); Rodovia Amaral Peixoto, km 15, em Inoã; e na Avenida Zumbi dos Palmares, loja 3, em Itaipuaçu.

Pagamento creditado

Na primeira segunda-feira de maio (02/05) começou a ser creditado o “Auxílio Recomeço” para as vítimas das chuvas de abril. Os beneficiados têm prazo de dois meses para utilizar o dinheiro, pago a apenas uma pessoa por cada família afetada pela chuva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!